• COSMÉTICOS DE MAGNÓLIA

    Cosméticos à base de magnólia, Benefícios

    Enquanto apreciamos as magníficas flores rosa da magnólia na primavera, a medicina tradicional chinesa há séculos confia nas propriedades curativas das plantas ornamentais. A razão para isso reside nos dois componentes principais Magnolol e Honokiol, que têm efeitos antibacterianos e antioxidantes.

    Os ingredientes valiosos são extraídos da casca da árvore e, portanto, podem ser usados não apenas para fins médicos, mas também para fins cosméticos. O extrato de casca de magnólia tem um efeito muito positivo na pele, por isso é usado para cuidar de peles particularmente sensíveis.

    Quais são os benefícios do extrato de casca de magnólia para a beleza e saúde?

    Dois dos benefícios que os cosméticos de magnólia, feitos a partir do extrato da casca de sua árvore, geram para a beleza são estes citados abaixo.

    Ingredientes antibacterianos para limpeza profunda dos poros

    Seja inflamação, inchaço ou coceira – o extrato de casca de magnólia neutraliza ativamente esses sintomas. Sua ação de limpeza previne impurezas e refina a aparência da pele. Os ingredientes antibacterianos garantem que as bactérias sejam mortas e a acne seja aliviada ou, melhor ainda, não criada.

    Mesmo com pele irritada, vermelha, seca e com coceira, o extrato de casca de magnólia pode proporcionar alívio. A pele se acalma e a tez fica saudável, limpa e uniforme. A vantagem: o extrato natural da casca de magnólia é tão suave e suave que também é ideal para áreas de pele sensível.

    Substâncias antioxidantes para uma beleza radiante

    Influências ambientais externas, como os raios ultravioleta, podem causar danos permanentes à pele e envelhecer prematuramente. Para evitar esse processo, muitos cremes e loções contam com ingredientes que neutralizam os chamados radicais livres.

    O Extrato de Magnólia também tem essa capacidade impressionante e atua como um regenerador antioxidante natural. Pequenas rugas podem ser reduzidas e a pele fica bonita e firme. Ao mesmo tempo, a pele fica protegida de novos danos à pele e, portanto, permanece fresca por mais tempo.

    Saúde bucal.

    Um estudo descobriu que balas de magnólia feitas com casca de magnólia ajudaram a matar as bactérias orais que causam mau hálito e cáries dentárias em 30 minutos, sugerindo que a casca de magnólia na goma e balas pode tornar as visitas ao consultório dentista muito mais agradáveis.

    A pesquisa também descobriu que suas propriedades antimicrobianas também podem inibir a formação de placa.

    Utilidades do óleo essencial de magnólia

    Antes de mais nada, vale a pena dizer que o óleo essencial de magnólia vem da árvore de magnólia chinesa, que produz um cálice impressionante ou flores em forma de estrela. Enquanto árvores de magnólia agora são encontradas em todo o mundo. Eles são originários do Sudeste Asiático, onde floresceram por milhões de anos.

    O óleo essencial da planta de magnólia chinesa é destilado das grandes pétalas da árvore. Que geralmente são de cor branca. Essas flores atraentes normalmente surgem duas vezes por ano e liberam um aroma floral fresco. As pétalas são colhidas e seus óleos naturais coletados por destilação a vapor.

    Magnolia contém uma alta concentração de álcool de linalol. Um composto natural pensado para promover uma sensação de calma e tranquilidade. Por esse motivo, a magnólia costuma ser combinada com notas cítricas para criar um perfil de aroma equilibrado, fresco e revigorante.

    Ela tem também uma fragrância floral doce que é levemente frutada, com alguns comparando o perfume ao de Champagne. Seu aroma fresco e relaxante o torna incrivelmente popular na aromaterapia. Evocando a mesma sensação de paz, tranquilidade e bem-estar que você pode encontrar em um spa de bem-estar chinês.

    A presença de linalol no óleo essencial de magnólia significa que o extrato é naturalmente calmante, mesmo em baixa concentração. Linalool é celebrado entre os aromaterapeutas por sua capacidade de combater a ansiedade e incutir uma sensação de calma. Embora também seja um excelente tratamento calmante e antiinflamatório quando aplicado na pele.

    Conheça adiante o quanto o óleo essencial de magnólia pode ser útil para a beleza e para a saúde.

    Tratamentos Tópicos

    Como muitos outros extratos naturais contendo linalol, o óleo essencial de magnólia oferece vários benefícios quando aplicado topicamente. Desde melhorar as condições de saúde até ajudar a resolver problemas comuns de pele. O próprio Linalool é naturalmente antiinflamatório, tornando-o um tratamento eficaz para muitas dores no corpo.

    De acordo com alguns especialistas, um dos maiores benefícios da magnólia é ajudar a aliviar as cólicas menstruais. Isso tudo graças às suas propriedades antiinflamatórias, que reduzem a irritação e aliviam a tensão muscular. Tomado como suplemento, acredita-se que a magnólia pode fornecer alívio eficaz e rápido da dor. Ao mesmo tempo, reduz o baixo-astral frequentemente associado ao ciclo menstrual.

    O óleo essencial de magnólia é frequentemente listado como um dos melhores remédios naturais para problemas respiratórios. Acredita-se que a inalação de vapor com infusão de magnólia combate os sintomas de asma, bronquite e infecções torácicas.

    Perfumaria e Cosméticos

    Graças ao seu aroma floral doce, cremoso e leve, a magnólia é usada na perfumaria há séculos. Recebeu o nome do botânico francês Pierre Magnol. Considerada uma fragrância floral clássica, o perfume de magnólia costuma ser combinado com outras flores leves para criar um buquê floral completo. Embora seja forte e distinto o suficiente para brilhar por conta própria.

    Magnolia era muito popular na perfumaria na década de 1980, quando as fragrâncias florais estavam na vanguarda da beleza pessoal. Marcas como Acqua di Parma, Eau D’Italie e Yves Rocher continuam a produzir perfumes com aroma de magnólia. Com ênfase na captura do caráter floral delicado das belas pétalas da planta.

    Aromaterapia

    Magnolia tem sido usada na aromaterapia há séculos. Principalmente na China e em partes do sudeste da Ásia, onde a planta é abundante. Difundida no ar, a magnólia cria uma atmosfera calma e serena. Ajudando a aliviar a tensão relacionada ao estresse, reduzir a ansiedade e a depressão e, por fim, relaxar a mente e o corpo para incutir uma sensação de bem-estar e vitalidade.

    Devido à sua alta concentração de linalol, a magnólia também é um sedativo natural. Ajudando a combater a insônia e a garantir um ciclo de sono saudável. Quando combinada com alfazema ou flor de tília, a magnólia é uma adição maravilhosa ao quarto. Contribuindo para um ambiente tranquilo e tranquilo para uma noite de sono confortável.

  • CHÁ DE MAGNÓLIA,  EFEITOS COLATERAIS

    Efeitos colaterais do consumo da magnólia

    Efeitos colaterais do consumo da magnólia

    Magnolia nada mais é do que uma planta. As pessoas se valem de algumas partes da magnólia, como a casca, por exemplo, para o preparo de medicamentos. Além disso, o consumo da magnólia pode igualmente acontecer através de chás e coisas do gênero.

    Há que utilize a magnólia para doenças como emagrecimento, estresse, gengivite, placa bacteriana e outras doenças, mas não há boas evidências científicas para apoiar a maioria desses usos. Além disso, há riscos e efeitos colaterais associados ao uso da magnólia, conforme será observado adiante.

    Possíveis riscos e efeitos colaterais do consumo da magnólia

    Consumir botões de magnólia via oral não é seguro durante a gravidez. Há informações de que ela pode provocar contrações uterinas e isso potencialmente provocar um parto prematuro. Abstenha-se de utilizar magnólia enquanto estiver grávida.

    É considerado insuficiente o bem-estar de consumir essa planta no decorrer da amamentação. Continue tendo muita cautela e evite o uso.

    Além disso, a magnolia pode prejudicar o sistema sensorial focal. Há o receio de que isso possa ser demasiadamente maléfica para o sistema sensorial, quando associado à sedação e diferentes medicamentos utilizados durante e depois do procedimento médico.

    A magnólia talvez provoque uma coagulação sanguínea e assim trazer problemas durante e depois do procedimento médico. Pare de usar a magnólia cerca de quatorze dias antes de agendar um procedimento médico.

    Além disso, use o alerta no caso de tomar medicamentos para ajudá-lo a descansar ou diminuir o seu mal-estar. A casca dessa planta pode igualmente ser prejudicial e tem sido associada a doenças renais e decepção renal perpétua.

    Consumir a casca de magnólia em consonância com remédios que promovem o repouso ou tratam o nervosismo, como narcóticos, remédios para repouso e barbitúricos, pode causar cansaço. Isso pode tornar arriscado dirigir um veículo ou utilizar equipamentos grandes.

    Não é sugerido tomar casca de magnólia junto de anticoagulantes, incluindo remédios para dor de cabeça. Isso pode aumentar o perigo de morte.

    Usos da magnólia

    A magnólia é potencialmente útil para sanar os seguintes problemas:

    • Irritação gengival (doença gengival). Morder chiclete ou usar uma pasta de dente contendo magnólia separada parece diminuir o crescimento e a drenagem das gengivas.

    Não existe evidências o bastante, mas a magnólia pode talvez ser útil nos seguintes casos:

    ·         Nervosismo

    Pesquisas mostram que tomar um determinado item contendo concentrados de magnólia além de felodendro diminui algumas sensações ruins de mal-estar provocadas pelo estresse, como tensão ou ansiedade.

    No entanto, tomar este item não parece funcionar nas sensações de longa data de nervosismo devido ao estresse.

    ·         Placa dentária

    Utilizar uma pasta de dente contendo concentrado de magnólia e xilitol pode diminuir a gravidade da placa dentária apenas um pouco.

    ·         Manifestações da menopausa

    Tomar um determinado item contendo magnólia, soja e outros itens regulares diminui as chamas de calor e desenvolve ainda mais a qualidade do repouso, em comparação com tomar apenas soja.

    ·         Estresse

    A exploração inicial mostra que tomar um determinado item contendo concentrados de magnólia além de felodendro desenvolve ainda mais a mentalidade e diminui a pressão em indivíduos com pressão mental.

    ·         Redução de peso

    Até o presente momento, não existe comprovação o bastante de que a magnólia ajude na diminuição de peso. Há algumas pesquisas mostrando que mulheres acima do peso que consomem um certo item contendo uma mistura de concentrados de magnólia e felodendro não aumentam seu peso corporal na mesma proporção que outras mulheres.

    Eles parecem comer menos calorias, talvez com o fundamento de que a magnólia diminui sua alimentação relacionada à pressão. Todavia, não existe qualquer prova sólida de que consumir este item realmente causa redução de peso.

    Saiba mais sobre hábitos que melhoram sua saúde mental neste link:

    Hábitos que melhoram sua saúde mental

    Ademais, a magnólia pode ser útil para tratar:

    • Gripes e resfriados
    • Depressão
    • Problemas digestivos
    • Manchas escuras faciais.
    • Dor de cabeça.
    • Níveis elevados de colesterol no sangue.
    • Congestão nasal.
    • Nariz a pingar.
    • Dores de dente.
    • Outras condições.

    A casca de magnólia é praticamente uma cura para tudo e, além de todas essas propriedades e atributos de cura, existem estudos contínuos que mostram que é mais benéfica do que se pensava.

    Aparentemente, a casca de magnólia pode até ser usada para tratar a demência e a perda de memória associada à doença de Alzheimer. Como a maioria sabe, o Alzheimer é uma doença terminal incurável, e essas descobertas são extremamente importantes para a comunidade médica.

    Então você pode estar se perguntando por que a magnólia não é mais popular como cura. Bem, o principal é que ainda é considerado um “medicamento tradicional” e, infelizmente, isso significa que não é popular.

    A medicina convencional, no entanto, está definitivamente ficando em segundo plano em relação aos medicamentos tradicionais e fitoterápicos, à medida que os cuidados com a saúde se tornam mais caros.

    As curas naturais estão voltando à moda porque a medicina tradicional é muito cara e a casca de magnólia está se tornando mais popular a cada dia, à medida que cada nova pessoa experimenta sua capacidade de cura.

    Interações da magnólia com outras substâncias

    É de suma relevância que se observe as substâncias que se consome antes de começar a usar algo relacionado a magnólia. Afinal, os elementos presentes em uma dada substância, ao interagirem com os ativos presentes na magnólia.

    Entenda abaixo o que acontece quando determinadas substâncias interagem com os ativos presentes na magnólia.

    ·         O álcool interage com a magnólia

    Consumir enormes quantias de casca de magnólia juntamente com álcool pode provocar um excesso de sonolência.

    ·         Medicamentos sedativos (barbitúricos) interagem com a magnólia

    Medicamentos que dão sono recebem o nome de sedativos. Tomar a casca de magnólia junto nessa categoria pode causar muita sonolência, em excesso.

    Alguns dos remédios desse tipo são o amobarbital (Amytal), butabarbital (Butisol), mefobarbital (Mebaral), pentobarbital (Nembutal), fenobarbital (Luminal), secobarbital (Seconal) e assim por diante.

    ·         Benzodiazepínicos tem interação com a magnólia

    Há outro tipo de remédios sedativos chamados de benzodiazepínicos. Consumir a casca de magnólia e também sedativos do tipo benzodiazepínicos pode igualmente provocar um excesso de sonolência. Jamais use casca de magnólia caso esteja tomando remédios sedativos.

    Exemplos de remédios benzodiazepínicos são o clonazepam (Klonopin), diazepam (Valium), lorazepam (Ativan) e por aí vai.

    ·         Medicamentos depressores do Sistema Nervoso Central interagem com a magnólia

    Certos remédios da modalidade de sedativos abrangem o clonazepam (Klonopin), lorazepam (Ativan), fenobarbital (Donnatal), zolpidem (Ambien) e outras drogas depressoras do sistema nervoso central (SNC) interagem com substâncias presentes na magnólia e podem provocar sonolência, torpor e moleza.

  • CULTIVO DA MAGNÓLIA,  ESPÉCIES DE MAGNÓLIAS

    As 10 magnólias favoritas para plantar

    Depois de visitar um lugar onde as magnólias crescem abundantemente, é natural que, ao chegar em casa, a ideia de que sua magnólia tem que crescer se torne obsessão. Ao escolher a melhor magnólia para plantar, nada como o conselho de um cultivador experiente, mas considere este artigo como um início para escolher a magnólia que mais irá te agradar pois a jornada é longa até ela atingir o ápice da formosura. Listaremos abaixo as 10 espécies favoritas de todo cultivador de magnólia.

    Magnólia ‘Memória de Wada’

    Os desenvolvimentos mais interessantes no mundo da magnólia estão vindo da Nova Zelândia e dos Estados Unidos. M. ‘Wada’s Memory’ é de Seattle e é muito resistente, sem ser muito grande (com isso queremos dizer menos de 9 metros).

    Floresce cedo e abundantemente. Suas flores são dramaticamente mais largas do que a estrela de magnólia, M. stellata, com a folhagem seguindo, que é mais estreita. A árvore da foto (acima) está atingindo a maturidade, pois muda de uma forma cônica para uma quase arredondada.

    Magnólia x loebneri ‘Snow Drift’

    Para um pequeno jardim, a escolha segura é considerada Magnolia stellata e seus descendentes. Muitas vezes é mais largo do que alto, florindo em uma idade jovem, em sombra mais profunda do que grandes magnólias. M. stellata e companhia são resistentes à geada e geralmente menos exigentes quanto à acidez do solo.

    Você os vê em espaços cívicos. Embora sua confiabilidade corra o risco de roubar-lhes o misticismo, definitivamente há alguns a serem procurados. Diferente do branco usual, M. stellata ‘Jane Platt’ é um rosa claro sólido.

    Magnólia x loebneri ‘Leonard Messel’

    Magnólia x loebneri ‘Leonard Messel’ tem floração longa e, novamente, é rosa-concha. Recebeu o nome do pai do cenógrafo Oliver Messel e foi criado na casa de Nymans em Sussex. Outros bons híbridos de stellata com uma cor mais profunda são as oito pequenas árvores arbustivas com nomes simples de meninas: ‘Susan’, ‘Jane’, ‘Anne’, etc.

    Magnólia sprengeri ‘Diva’

    Vale a pena experimentar algumas das magnólias maiores, se você não mora no topo de uma colina com muito vento ou na praia. OK, a ‘Diva’ tem 30 pés quadrados. Não importa: é magnífico na cor e na forma das flores, com drama adicional devido aos galhos nus quando floresce em março.

    Magnólia ‘Caerhays Surprise’

    Na família das magnólias, 4,5 metros não é muito grande, em comparação com, digamos, 30 metros. Segue-se então que uma árvore de 15 pés é para um “jardim menor”, como sugerido por Burncoose Nurseries, onde Magnolia ‘Caerhays Surprise’ é criada.

    Não é uma árvore densa, nem particularmente arrumada, mas suas flores levemente varridas pelo vento em um rosa dos anos 1950 o farão parar. Só por esse motivo, é a primeira escolha. Além disso, um ramo trazido para dentro é um arranjo instantâneo.

    Magnólia “Iolanthe”

    Magnólia ‘Iolanthe’ é um excepcional híbrido da Nova Zelândia, criado pelo falecido Felix Jury. Tem a vantagem de ter um tamanho razoável (21 pés) com flores muito grandes que desabrocham (como se pode ver aqui) desde tenra idade.

    Grandes avanços foram feitos pelos viveiros Kiwi e americanos nas últimas duas décadas, antecipando a idade de floração das magnólias; uma grande espécie de árvore tradicionalmente precisaria atingir a maturidade antes de florescer (e elas têm vida muito longa).

    ‘Apollo’ é outro deste estábulo, suas flores se assemelhando a algo mais tradicional e em forma de tigela, embora em um rosa mais escuro e empoeirado. Suas pétalas de cerca de 25 centímetros (mais apropriadamente chamadas de tépalas) refletem para revelar um interior mais pálido.

    É uma magnólia memorável e atinge cerca de 5 metros. Mais uma vez da Nova Zelândia, ‘Star Wars’ tem quase a mesma altura, mas é mais largo.

    Magnólia acumimata x denudata ‘Sundance’

    Cada vez mais magnólias amarelas estão aparecendo, estendendo a temporada dos colecionadores de magnólias, já que florescem em maio em vez de fevereiro. Eles também são uma boa garantia contra danos de geada, abrindo mais tarde e podem ser plantados em locais mais frios (embora não ventosos).

    Os amarelos mais populares são: ‘Yellow Bird’ do Brooklyn Botanic Garden, que floresce antes de as folhas saírem (o que os aficionados apreciam) e ‘Sundance’ que não. ‘Yellow River’ foi selecionado pelo Ducado de Cornwall Nursery; está listado como de tamanho médio (ou seja, de 23 a 33 pés).

    Magnólia estelar ‘Centennial Blush’

    A magnólia estelar floresce no início da primavera, quando os primeiros narcisos começam a aparecer. Magnólia estrela ‘Centennial Blush’ (Magnolia stellata) abre flores rosa pálido ricas em fragrância. As flores desabrocham antes das folhas, encenando um show deslumbrante.

    As magnólias estrelas florescem melhor em pleno sol, mas toleram parte da sombra (na verdade, elas se beneficiam da sombra durante a parte mais quente do dia nas zonas mais quentes). Alimente as plantas na primavera usando um arbusto de liberação lenta e fertilizante para árvores com enxofre e / ou ferro para ajudar a esverdear as folhas.  Esta estrela de magnólia cresce de 12 a 18 pés de altura e 10 a 15 pés de largura.

    Felix Magnolia

    Felix faz parte de um grupo de magnólias conhecido como Série do Júri. Desenvolvidas pelo criador de plantas americano Mark Jury, essas magnólias geram flores grandes e ousadas em pequenas árvores com personalidades descomplicadas. Felix (Magnolia ‘JURmag2’) desdobra flores rosa choque e perfumadas do tamanho de pratos de jantar – colossais 30 centímetros de diâmetro.

    Esta magnólia é uma ótima opção para pátio ou jardins de entrada, ou se você quiser um par de árvores imponentes ladeando uma estrada sem bloquear a vista. As árvores florescem em tenra idade e, eventualmente, abrem centenas de flores a cada primavera.

    Magnólia ‘Yellow Bird’

    As flores amarelo-canário aparecem com folhas quando esta magnólia desabrocha. As flores medem cerca de 7 centímetros e são um espetáculo atraente quando uma árvore está em plena floração. Introduzido pelo Jardim Botânico do Brooklyn, nos Estados Unidos, em 1981, ‘Yellow Bird’ é um espécime ou árvore de sombra ideal em um quintal.

    A forma é fortemente piramidal, e a forma do ramo é atraente no inverno. Posicione esta magnólia em pleno sol em sombra parcial, fornecendo cobertura morta sobre a zona da raiz para ajudar o solo a reter a umidade.

     

  • ESPÉCIES DE MAGNÓLIAS

    Como identificar magnólias e 11 tipos de flores de magnólias

    Acha que sabe? Pense de novo. Existem inúmeras espécies de magnólias, cada uma com suas flores lindas e distintas, e nós amamos todas elas. Da magnólia de folha grande à magnólia de pires e todas as variedades intermediárias, sentimos o desejo de ver suas flores e desfrutar de sua doce fragrância em nossos jardins.

    Você sabe como identificar todas as diferentes flores de magnólia que você vê? A maioria de nós pode escolher uma magnólia do sul clássica, já que suas flores cremosas são onipresentes em toda a região. Outros são mais raros.

    Você consegue distinguir entre uma magnólia de lírio e uma magnólia de pires? Que tal uma magnólia estelar e uma magnólia de Loebner? Alguns são mais complicados do que outros, mas com um pouco de prática, você se tornará um especialista em magnólia em pouco tempo.

    Como conseguir identificar as árvores de magnólia em geral por suas folhas?

    Meça o tamanho das folhas de magnólia. Algumas, como a magnólia de folha grande, chegam a ter 30 polegadas e a largura de 10 polegadas. Outras magnólias com folhagem excepcionalmente grande incluem espécies como a magnólia guarda-chuva e a magnólia Ashe.

    Magnólias com folhas na faixa de 25 centímetros de comprimento incluem a magnólia do Sul, a magnólia de Fraser e o pepino. A árvore sweetbay, magnólia amarela e magnólia piramidal têm folhas menores, com cerca de 5 a 6 polegadas de comprimento.

    Inspecione as formas das folhas de magnólia. O álamo amarelo tem o apelido de tuliptree, em parte porque as folhas têm o formato da silhueta inconfundível de uma flor de tulipa. A magnólia do sul tem folhas ovais com uma ponta curta na ponta, e as da magnólia piramidal afinam-se para uma ponta mais pronunciada nas pontas. As pontas da magnólia de folha grande são arredondadas ou, no máximo, rombas.

    Examine as cores dos lados superiores e inferiores das folhas de magnólia. Sweetbay tem folhas verdes brilhantes acima, com o lado inferior um tom esbranquiçado. As folhas de magnólia em pirâmide são verde-amareladas no topo, mas um tom mais claro do que embaixo.

    A Cucumber tem folhas verdes, mas a parte inferior é pálida em comparação com a superfície superior. As cores de outono das folhas de magnólia também são úteis no reconhecimento de espécies individuais.

    Observe se as folhas de magnólia permanecem na árvore ou caem para ajudar a decidir a que espécie pertencem. A magnólia do Sul é perene, com suas folhas permanecendo o ano todo. As folhas de sweetbay, na porção norte da extensão da árvore, caem no outono, mas permanecem nos galhos até a primavera, quando novos ramos crescem onde a árvore cresce no Deep South. O resto das magnólias são caducas, perdendo sua folhagem nos meses de outono.

    Saiba como identificar as espécies mais famosas de magnólias

    Confira logo adiante os elementos que você precisa saber para identificar algumas das espécies mais famosas de magnólias.

    Magnólia Bigleaf

    Magnolia macrophylla

    As flores de magnólia de folha grande são brancas, com longos segmentos de flores que geralmente são manchados de vermelho. Em alguns casos, tons rosa-púrpura sutis estão presentes em todas as pétalas, enquanto em outros casos, manchas de vermelho-púrpura profundo podem ser encontradas perto da base da flor, onde as pétalas encontram o estame.

    Magnólia Cucumber Tree

    Magnolia acuminata

    Esta espécie de magnólia pode atingir alturas de 18 a 80 metros de altura e, nos meses de verão, produz flores em tons de amarelo e verde-amarelo. ‘Brenas’ tem flores de um amarelo profundo, ‘Koban Dori’ é amarelo-canário e M. acuminata subcordata tem flores grandes com uma fragrância de limão.

    Magnólia liliflora

    Magnolia lilliflora

    O nome comum desta magnólia, bem como seu nome científico, Magnolia lilliflora, falam com as flores graciosas em forma de tulipa em forma de lírio da árvore, que têm pétalas alongadas que são arroxeadas no exterior e brancas cremosas no interior. ‘Gracilis’ e ‘O’Neill’ têm flores roxas e rosa.

    Magnólia x loeberi

    Magnolia x Loebneri

    As flores da magnólia Loebner assemelham-se às da magnólia estelar. Essas flores, no entanto, estão mais espaçadas na árvore, e seus segmentos de flores, que têm o formato de tiras, são ainda mais longos e mais largos do que os de M. stellata. ‘Ballerina’ tem um tom rosa intenso e perfumado, enquanto ‘Merrill’ tem flores brancas.

    Magnólia Oyama

    Magnolia Sieboldii

     

    Uma espécie compacta de magnólia decídua, M. sieboldii carrega flores brancas e perfumadas em forma de taça, dentro das quais estão impressionantes estames carmesim e dourado ou carmesim e verde. ‘Harold Epstein’ e ‘Michiko Regne’ produzem flores semi-duplas.

    Magnólia Saucer

    Magnolia x soulangiana

    Também conhecidas como “árvores de tulipa” e “magnólias chinesas”, essas árvores de magnólia produzem flores perfumadas e arredondadas em forma de xícara em tons de branco, rosa e roxo.

    Eles florescem do final do inverno até a primavera, muitas vezes antes do surgimento da folhagem caducifólia. ‘Alexandrina’ produz flores com centros brancos e exteriores roxos, ‘Lilliputian’ tem flores rosas e brancas, e ‘Rustica Rubra’ tem enormes flores roxas-avermelhadas.

    Magnólia do Sul

    Magnólia grandiflora

    Esta magnólia perene, também conhecida como magnólia do Sul, pode ser identificada por suas folhas grossas e brilhantes e flores brancas grandes e perfumadas. Ela floresce no verão e é a flor do estado do Mississippi e da Louisiana.

    Magnólia estrela

    Magnolia stellata

    Esta espécie de magnólia produz flores distintas com cachos de pétalas longas. ‘Centennial’ tem flores brancas, ‘Jane Platt’ floresce em rosa rosado e ‘Water Lily’ produz botões rosa e flores brancas perfumadas.

    Magnólia Sweetbay

    Magnolia virginiana

    Outra magnólia que é nativa do Sul, a baía doce é uma aparência menor e mais resistente ao frio de seu parente próximo M. grandiflora. Esta árvore é perene em climas costeiros amenos e caducifólia em locais com invernos mais frios.

    Magnólia guarda-chuva

    Magnolia Tripetela

    As flores das magnólias guarda-chuva têm vagens vermelhas, estames roxos e segmentos de flores distintos tingidos com uma tonalidade amarelo-esverdeada. Eles crescem grandes – até 25 centímetros de diâmetro – e são profundamente perfumados.

    Magnólia Yulan

    Magnolia denudata

    Esta espécie de magnólia tem flores brancas perfumadas que têm uma forma vertical e têm o formato de tulipas. As flores são freqüentemente encontradas com uma tonalidade púrpura onde a flor se encontra com seu caule. ‘Double Diamond’ é uma seleção com uma floração geral mais pesada do que o resto, tornando-se uma escolha de plantio bonita e dramática.

  • BENEFÍCIOS DA MAGNÓLIA

    Conheça os benefícios da magnólia

    Os benefícios da magnólia para a saúde mais impressionantes incluem sua capacidade de aliviar a ansiedade, reduzir a gengivite, tratar cólicas menstruais e melhorar a saúde respiratória.

    Casca da magnólia

     

    A casca de magnólia também ajuda a desintoxicar o corpo, ajuda na perda de peso e protege contra reações alérgicas graves.

    O que é a magnólia?

    Magnolia se refere a uma árvore nativa da China. É usado como composto terapêutico na medicina tradicional chinesa, coreana e japonesa.

    A casca e as flores da árvore de magnólia são usadas para fins terapêuticos. O extrato de casca de magnólia, por exemplo, está presente em cremes e óleos tópicos, chás e suplementos.

    Ele contém compostos bioativos, como honokiol e magnolol. Esses compostos são valorizados pelos benefícios à saúde da casca de magnólia.

    • Definição de Honokiol: Um dos compostos ativos da casca que funciona como a droga diazepam, que produz um efeito calmante
    • Definição de Magnolol: Um composto bioativo presente na casca que exibe potencial terapêutico para distúrbios cognitivos e dor inflamatória

    Os benefícios da magnólia

    Os benefícios da magnólia serão citados logo abaixo.

    1. Melhor sono

    A casca da magnólia ajuda a aumentar a atividade do GABA, um neurotransmissor que produz um efeito calmante. Este aumento da atividade desacelera os neurônios excitatórios do cérebro, aliviando a ansiedade e melhorando o sono.

    2. Saúde do Coração

    O composto bioativo presente na planta, o magnolol, ajuda a reduzir os lipídios e o colesterol. Um estudo em animais conduzido em 2018 mostrou que o magnolol reduziu os triglicerídeos ao inibir o gene APOA5.

    Magnólia Previne doenças do coração

    3. Propriedades contra a ansiedade

    A casca de magnólia é considerada um ansiolítico, ajudando a diminuir os níveis de estresse e ansiedade. É por isso que alguns suplementos ansiolíticos o utilizam como um dos ingredientes principais.

    Ele também ativa os receptores canabinóides, que contêm compostos calmantes.

    Os compostos canabinóides também ajudam a relaxar os músculos tensos.

    4. Gestão da depressão e melhora cognitiva

    Um estudo separado revelou que a combinação de magnolol e honokiol, os compostos bioativos da planta, tem efeitos antidepressivos em roedores estressados. Outra pesquisa mostrou que, quando combinados com o gengibre, esses compostos bioativos também podem ajudar a tratar a depressão.

    Uma mistura de honokiol e magnolol (os dois compostos da casca da magnólia) foi encontrada para oferecer benefícios antidepressivos, de acordo com estudos. Esses dois compostos igualmente elevam os patamares de serotonina no córtex pré-frontal, nos quais significa que quando os níveis estão baixos, isso está relacionado à depressão.

    Honokiol e magnolol também estão associados altos níveis de noradrenalina, que está associado a um estado de alerta e concentração aprimorados, juntamente com emoções intensificadas.

    Outras pesquisas também nos mostram como a casca de magnólia pode reduzir a perda de memória e ajudar nos cuidados pertinentes a doença de Alzheimer

    5. Saúde do cérebro

    A planta também contém um composto que ajuda a diminuir o risco da doença de Alzheimer, evitando o comprometimento da memória. Enquanto isso, um estudo separado revelou que os compostos ajudaram a reduzir a morte de células induzidas por Aβ, o que pode contribuir para distúrbios cerebrais, como o mal de Alzheimer.

    6. Prevenção de diabetes

    A casca também contém outro composto ativo chamado metilnokiol, que ajuda a prevenir a resistência à insulina. Além disso, o composto também evita danos oxidativos ao fígado, que podem levar ao diabetes.

    7. Inflamação reduzida

    Os compostos bioativos da planta também contêm efeitos de redução da dor, que são valiosos para pacientes com dor inflamatória. Pesquisas separadas mostraram que o extrato da casca é eficaz na redução da secreção de marcadores inflamatórios.

    8. Saúde bucal

    Magnólia promove a saúde bucal

    As propriedades antimicrobianas e antibacterianas da casca de magnólia também ajudam a promover a saúde bucal. A pesquisa mostrou que a goma de mascar com extrato de casca ajuda a prevenir a formação de placa bacteriana.

    Lembrando que é necessário usar uma boa pasta de dente para a saúde completa de sua boca, caso queria experimentar amostras gratuitas de boas pastas de dentes como a colgate acesse: https://amostragratuita.com.br/colgate-amostra-gratis-2021-solicite/

    9. Redução dos sintomas da menopausa

    Algumas pesquisas que compararam a casca de magnólia e as isoflavonas de soja usadas para cuidar dos sintomas da menopausa proporcionaram resultados curiosos – a casca foi capaz de tratar a ansiedade, que é um dos sintomas em mulheres no climatério.

    Uma combinação de casca e magnésio também pode ajudar a reduzir os sintomas da menopausa, incluindo secura vaginal, rubor, insônia e palpitações. Um estudo revelou que as mulheres na menopausa notaram uma redução significativa nos sintomas após tomar a combinação casca de magnólia-magnésio.

    10. A casca de magnólia pode reduzir a pressão arterial

    Honokiol, um composto da casca da magnólia, relaxa as aortas e reduz a pressão arterial. Embora precisemos de mais pesquisas sobre isso, com certeza é um passo na direção certa.

    11. Excelente contra a inflamação

    O extrato da casca de magnólia, quando administrado às células, reduziu o contingente de citocinas pró-inflamatórias – substâncias que provocam a inflamação.

    A casca também pode reduzir a dor decorrente da inflamação. Dois compostos da casca da magnólia, honokiol e magnolol, foram encontrados para reduzir a dor resultante da inflamação corporal.

    12.Pode ajudar no tratamento do diabetes

    Magnólia Previne a Diabetes

    Hoje se sabe que alguns dos bioativos mais importantes da casca da magnólia ajudam no controle da glicemia- e isso é uma bênção para os diabéticos. Após pesquisas adicionais, ficou se sabendo que esses compostos também possuíam bioatividade hipoglicêmica – o que quer dizer que eles têm o potencial de diminuir a quantidade de açúcar na corrente sanguínea.

    A casca de magnólia também é eficiente contra os danos oxidativos do fígado, que podem ocorrer em casos complicados de diabetes.

    13. Ajuda a combater o câncer

    O honokiol da casca da magnólia pode combater o câncer de várias maneiras. Na verdade, em um estudo com animais, a combinação de radiação e honokiol causou uma redução maior nos volumes do tumor, em oposição ao uso de radiação sozinha.

    Honokiol também bloqueou uma via específica do câncer que antes se pensava ser resistente aos medicamentos.

    Em outro estudo, pode-se descobrir que o honokiol previne o câncer de mama – que de outra forma poderia ser causado pela leptina, um hormônio intimamente associado à obesidade

    Magnólia Promove a perca de peso

    14. Pode promover a perda de peso

    Algumas pesquisas mostram como a casca de magnólia pode reduzir a massa gorda corporal em ratos. E o honokiol na casca diminuiu a resistência à insulina, evitando o armazenamento de gordura.

  • CULTIVO DA MAGNÓLIA

    Como proteger as magnólias durante o inverno

    Embora as magnólias sejam bem resistentes, existem algumas coisas que você pode fazer para mantê-las protegidas durante o inverno. Portanto, hoje queremos responder a todas as suas perguntas sobre cuidados no inverno, à medida que entramos no auge do inverno.

    Como proteger magnólias no inverno

    O cuidado adequado com as árvores de magnólia durante o inverno pode ser realizado com várias técnicas diferentes. Você precisa se perguntar algumas perguntas.

    Primeiro, que tipo de magnólia plantei na minha paisagem? Se for uma Magnólia decídua como Magnolia Ann, Jane ou Star Magnolia, então você não precisa de cuidados de inverno, a menos que esteja localizado em uma zona mais fria, porque são muito resistentes ao frio.

    Cuidados com a magnólia em regiões de baixa temperatura

    A magnólia ocupa um lugar sentimental no coração da América como uma árvore fortemente associada ao Velho Sul. A maioria das variedades de árvores de magnólia são tenras e suscetíveis a congelamento ou danos causados pela geada.

    Vários novos cultivares resistentes ao frio foram desenvolvidos que podem florescer sem proteção, mesmo nas regiões mais ao norte dos Estados Unidos. A magnolica grandiflora é facilmente suscetível até mesmo a uma pequena geada e suas folhas sofrerão danos.

    Embora as magnólias sejam bem resistentes, existem algumas coisas que você pode fazer para mantê-las protegidas durante o inverno. Portanto, hoje queremos responder a todas as suas perguntas sobre cuidados no inverno, à medida que entramos no auge do inverno.

    O cuidado adequado com as árvores de magnólia durante o inverno pode ser realizado com várias técnicas diferentes. Você precisa se fazer algumas perguntas.

    Magnólias em regiões de baixa temperatura

     

    Primeiro, que tipo de magnólia plantei na minha paisagem? Se for uma Magnólia decídua como Magnolia Ann, Jane ou Star Magnolia, então você não precisa de cuidados de inverno, a menos que esteja localizado em uma zona 4 ou mais fria, porque são muito resistentes ao frio.

    Assim que você souber que tipo de magnólia você possui, continue lendo para aprender tudo o que você precisa saber sobre como proteger suas magnólias durante o inverno.

    Em que zonas você pode plantar uma árvore de magnólia?

    Árvores de magnólia como Magnolia Ann, Magnolia Jane e Start Magnolia são muito resistentes ao frio e não precisam de cuidados no inverno, a menos que você esteja localizado em uma zona 4 ou mais fria. Se você tiver uma Magnólia do Sul, que é uma árvore perene, você precisará protegê-la no inverno se viver em zonas mais frias do que a zona 7.

    Qual é a tolerância de temperatura da árvore de magnólia?

    A árvore Magnolia sobreviverá em climas mais frios, mas se as temperaturas do inverno caírem entre 20 a -10 ° F, danos ou mortalidade podem ocorrer. Você deve considerar proteger sua árvore quando ela atingir 20 F, mas os danos geralmente ocorrem abaixo de 0 ° F.

    Como faço para proteger minha árvore de Magnólia contra o frio?

    Se você mora em uma zona 4 ou mais fria e está enfrentando um congelamento severo, pode proteger sua árvore envolvendo o tronco e os galhos com cobertores e cobrindo com cobertura morta a parte superior da raiz para isolar as raízes rasas. Uma técnica que vai demorar um pouco e deve ser concluída antes do final de dezembro é colocar 3 ou 4 estacas altas ao redor da árvore.

    As estacas fornecerão uma moldura para embrulhar estopa e, em seguida, preencher o vazio com folhas para isolamento. Certifique-se de que as estacas estejam a 18 ″ de distância dos galhos.

    Cuidar de magnólias no frio

     

    As estacas devem se estender vários metros acima do topo da árvore. Circule a parte externa das estacas com duas camadas de serapilheira e prenda a serapilheira nas estacas usando laços plásticos de zíper. A aniagem pode ser adquirida em rolos de 3 pés de largura. A etapa final é adicionar folhas secas e embalar ao redor dos galhos e do tronco da árvore.

    Mais importante ainda, antes de plantar, selecione um local protegido dos elementos rigorosos do inverno, que ainda podem receber muita luz solar na primavera e no verão. As árvores da Magnólia do Sul são perenes, então suas folhas permanecem e se destacam com belas e grandes folhas verdes profundas durante o inverno.

    Por que minhas folhas de magnólia estão ficando marrons?

    Se você mora na zona 7 ou mais fria, certifique-se de que sua árvore não fique muito seca durante o inverno.

    Se o sistema radicular ficar muito seco no inverno e ocorrer um congelamento forte com ventos fortes, as folhas serão queimadas porque transpiram água mais rápido do que retiram água do sistema radicular. Isso provavelmente fará com que suas folhas de magnólia fiquem marrons.

    Isso é especialmente verdadeiro com árvores jovens de magnólia de 3 anos de idade ou menos, porque seu sistema radicular é raso, sem raízes profundas para trazer água. Esta “queimadura das folhas” da magnólia pode ser remediada certificando-se de que a magnólia grandiflora não está muito seca, adicionando água durante o outono e início do inverno.

    Todas as magnólias em nossa variedade são árvores decíduas; eles perderão suas folhas no inverno e entrarão em dormência. As magnólias são totalmente resistentes, mas como florescem muito no início do ano, as flores são particularmente suscetíveis às geadas no final do inverno.

    A melhor maneira de evitar isso é plantar a árvore em um local bem protegido e ensolarado. As plantas mais jovens também podem ser protegidas com sacos de horticultura ou até mesmo com alguns sacos de lixo.

    Como regar magnólias

    Dica extra: como regar as magnólias no inverno ou em qualquer época

    Aconselhamos você a regar regularmente sua magnólia fresca até que a planta tenha a chance de se estabelecer. Uma vez ultrapassado esse ponto, a planta só precisará de irrigação durante a primavera e o verão.

    Quando o clima está temperado, regue apenas se o solo ao redor das raízes parecer seco, mas se as temperaturas estiverem acima de 20 ° C, regue profundamente uma vez por semana.

    Quando as plantas são cultivadas em recipientes, elas têm acesso mais restrito à água do que as que crescem no jardim, portanto, precisarão ser regadas regularmente. Como regra prática, enfie o dedo nos primeiros centímetros da camada superficial do solo e, se sentir que está meio seco, regue imediatamente.

  • CULTIVO DA MAGNÓLIA

    As magnólias mais adequadas para jardins pequenos

    Plantas compactas estão se tornando cada vez mais populares entre os jardineiros a cada ano. E isso não é por acaso, porque quanto menor o jardim e as plantas, menos esforço será necessário para mantê-los.

    Magnólia Pink Ann

    Essa tendência não passou por cima das magnólias. As magnólias são geralmente plantas bastante grandes, mas graças ao trabalho árduo dos melhoristas, existem muitas variedades compactas e bonitas. É disso que falaremos hoje

    Sendo assim, confira adiante as magnólias mais apropriadas para quem possui jardins pequenos.

    Magnólia Ann

    Ann é uma das melhores magnólias para um jardim compacto. Possui grandes flores rosa-púrpura brilhantes. Esta árvore geralmente não atinge mais do que 10-12 pés (3-3,5 m) de altura e 8-10 pés (2,4-3 m) de largura. O que significa que pode ser cultivado em um quintal relativamente pequeno.

    É tolerante a uma ampla variedade de solos. Cresce melhor em solo neutro ou ligeiramente ácido. Não precisa de poda.As desvantagens incluem o risco de danos tardios por geada nos estados do norte. Também em comparação com outras magnólias, Ann é menos perfumada. E, por último, muito raramente reabre enquanto outras magnólias o fazem com mais frequência.

    Esta variedade também é adequada para cultivo em pequenos jardins porque tem em média 3 metros de altura e 60 centímetros de largura. As flores têm uma vez e meia o tamanho das flores de Ann Magnólia. O número de pétalas é 10, o que torna as flores deliciosas.

    A cor é muito rica e brilhante. É uma das melhores magnólias em termos de cor das flores. Muitas vezes volta a florescer na segunda metade do verão.

    Dentre as desvantagens, vale a pena mencionar a tolerância média à geada. Também com ventos fortes e chuva, as flores podem perder a forma.

    Magnólia Susan

    Susan é outra magnólia compacta. Não atinge mais de 11 pés de altura e a mesma largura. Ela floresce com flores grandes de até 5 centímetros de largura. O contraste é muito interessante – o meio da flor é rosa claro e a parte externa das pétalas é rosa-púrpura brilhante.

    Magnólia Susan

    Muitas vezes floresce uma segunda vez no verão, embora não tantas flores como na primavera. Pertence às magnólias de florescimento tardio, por isso raramente é danificado pelas geadas da primavera.

    A Susan deve ser plantada em um local protegido de ventos frios. Às vezes pode ser atacada por insetos. As folhas são lindas e agregam valor a essa variedade.

    Magnólia sieboldii Colossus

    Magnolia Colossus é uma variedade muito ornamental com maravilhosas flores brancas de 15 centímetros de largura. Uma das principais vantagens é o longo período de floração, do final da primavera à segunda metade do verão.

    O tamanho compacto permite que esta magnólia seja cultivada em um pequeno quintal. Não terá mais de 2,10 metros de altura e um pouco menos de largura após 10 anos. Você não terá que podá-lo todos os anos. Também tolera uma ampla variedade de solos e outras condições de cultivo.

    Magnólia Tulipa Negra

    A Tulipa Negra não é tão compacta quanto as magnólias anteriores. A planta adulta tem 6 metros de altura, o que é muito para um pequeno jardim, mas é viável cultivá-la em uma área pequena. Pode atingir até 3 metros de largura.

    Magnólia Genie

     

    Esta magnólia tem flores muito grandes (mais de 6 polegadas de diâmetro). A cor das pétalas é muito rica e vibrante, variando do rosa-roxo ao bordô. Há muitas flores e a árvore costuma florescer repetidamente em agosto.

    A única desvantagem é o tamanho. Mas é fácil mantê-lo compacto com a poda anual. Embora necessite de mais cuidados, o seu aspecto durante a floração vale a pena.

    Magnólia Pinkie

    Magnólia Pinkie é um verdadeiro achado para os fãs de árvores floridas. Em primeiro lugar porque tem um tamanho muito modesto. Após 10 anos de crescimento, não terá mais de 10 pés de altura e 2,5 metros de largura.

    Em segundo lugar, é provavelmente o recordista entre as magnólias para o tamanho da flor. Sua flor pode atingir 20 centímetros de diâmetro! O interior das pétalas é branco, enquanto o exterior é rosa claro. Esta coloração de dois tons é muito agradável.

    Magnólia Pinkie floresce prematuramente (abril-maio), portanto, há o risco de danos tardios por geada. Mas geralmente é resistente e pode ser cultivado em quase qualquer lugar. Cresce bem tanto a pleno sol como à sombra parcial. Não requer poda anual.

    Magnólia grandiflora Little Gem

    Little Gem Dwarf Southern Magnolia é uma variedade extremamente popular. A principal vantagem são as flores brancas com pétalas largas que lembram algo da gardênia. Ele também tem folhas cerosas verde-escuras contra as quais as flores brancas parecem fabulosas.

    Uma vantagem indiscutível é que esta magnólia não perde as folhas no inverno e você pode apreciá-las no inverno.

    O tamanho de Little Gem não é pequeno, tem 6 metros de altura e 3 metros de largura. Mesmo assim, muitos jardineiros o mantêm em pequenas áreas. Isso é conseguido com encurtamento regular.

    Magnólia Vulcan (Vulcão)

    Magnolia Vulcan é uma variedade fantástica com flores enormes. Cada flor pode ter até 30 centímetros de tamanho! É um crime não ter tal magnólia no seu jardim! A cor das pétalas é vermelha com tons de rosa ou carmesim. A cor ficará mais rica e escura com o tempo.

    Magnólia Vulcan para jardins pequenos

    Uma altura de 15 pés e uma largura de 10 tornam esta magnólia perfeita para o nosso propósito (pequenos jardins). À medida que envelhece, a sua forma torna-se oval e fica muito bonita, sem poda.

    Como a maioria das plantas, esta variedade pode ser danificada pelas geadas da primavera. Além disso, após a floração, toda a superfície ao redor ficará coberta com muitas pétalas caídas. Isso não é uma grande desvantagem em comparação com outras magnólias.

    Magnólia loebneri Encore

    Magnolia Encore é uma magnólia única com 4,5 metros de altura e largura. Ela cresce em um grande arbusto oval. Durante a floração, toda a planta é coberta por flores brancas e parece uma nuvem porque não há folhas verdes nesta época (início da primavera).

    Ela floresce abundantemente. As flores são brancas com um centro amarelo. As pétalas são longas e seu número é superior a 20. As flores são reunidas em pequenos cachos que parecem hipnotizantes.

    Ela floresce muito cedo e pode causar queimaduras de frio. Mas geralmente se recupera com bastante rapidez. Uma boa tolerância ao calor e ao frio torna possível o seu cultivo na maioria dos estados.

  • ESPÉCIES DE MAGNÓLIAS

    Conheça algumas das diferentes espécies de magnólias

    Conhecida por sua graça e elegância clássicas, a magnólia é considerada uma árvore imponente que é um símbolo de planta icônico no sul. No entanto, muitas espécies dessas majestosas magnólias se dão perfeitamente bem em áreas mais frias.

    Magnólias têm folhas verdes grandes e ricas que normalmente permanecem verdes durante todo o ano. Muitas magnólias têm flores incrivelmente impressionantes que aparecem no início da primavera – tornando-as um sinal impressionante da chegada da primavera. Essas flores são muitas vezes fortalecedoras e vêm em tons de branco ou rosa.

    Características gerais das magnólias

    Estas flores são altamente perfumadas com um perfume delicado que pode ser sentido de uma distância decente. A maioria das magnólias manterá sua folhagem verde durante todo o ano. Essas plantas imponentes variam em tamanho, sendo algumas árvores enormes e outras crescendo como plantas arbustivas menores.

    Embora as magnólias sejam conhecidas por estarem no tamanho mais raro das árvores floridas, elas têm uma vida útil excepcionalmente longa e se dão bem em quase qualquer nível de luz solar. As magnólias geralmente apreciam solo ácido ou neutro e florescerão com a adição de musgo de turfa antes do plantio.

    Confira adiante algumas das variedades da magnólia.

    Magnolia de anis (Magnolia salicifolia)

    Nativa do Japão, esta espécie de magnólia tem uma folhagem larga que se parece com um salgueiro. Ela floresce muito brilhantemente com flores brancas cremosas que são verdadeiras flores da temporada de primavera antes de mudar para um tom creme mais profundo ou tom amarelo claro conforme o outono se aproxima.

    A magnólia de erva-doce se sairá bem em qualquer tipo de iluminação, desde luz solar total até sombra parcial, e crescerá mais de 6 metros. Ele cresce bem nas zonas 6 a 9.

    Bigleaf Magnolia (Magnolia macrophylla)

    Esta magnólia vistosa tem folhas macias e cremosas que se sobrepõem em um padrão único e floresce na primavera. Ele se dará bem nas zonas 5-8 e cresce até 18 metros de altura.

    Ashes Magnolia (Magnolia ashei)

    Crescendo como um grande arbusto ou uma pequena árvore, esta magnólia adora a luz do sol e o calor e cresce melhor nas zonas 6-9. Tem folhas verdes brilhantes que se estendem por cerca de 60 centímetros. Ela cresce melhor em solos ricos e bem drenados e floresce com pequenas flores creme nos meses de verão. Ele florescerá nas zonas 6-9.

    Magnólia amarela (Magnolia acuminata)

    Com flores verdes amareladas em forma de tulipa, a árvore de pepino tem flores menores em comparação com outras árvores de magnólia. Esta árvore se dá muito bem em áreas muito sombreadas, mas pode crescer em áreas com sol parcial ou pleno. É comumente encontrado em áreas dos Apalaches. O pepino cresce até 80 pés de altura e se dá melhor nas zonas 3-8.

    Magnolia liliflora

    Ao contrário de muitas magnólias, a magnólia do lírio é comumente vista como uma pequena árvore ou arbusto. Tem pequenas flores parecidas com lírios que desabrocham de um rosa a um tom rosa coral que floresce na primavera. Ele se sairá bem em qualquer área com luz, de pleno sol a sombra parcial, e se desenvolve bem nas zonas de cultivo de 7 a 10.

    Magnólia de Loebner (Magnolia × loebneri)

    Manchada com flores rosas delicadas em forma de estrela, esta pequena árvore é uma planta híbrida que normalmente cresce entre 6 a 6 metros de altura. Ele se sai melhor nas zonas 5-9.

    Magnólia de pires (Magnólia x soulangeana)

    Com o nome de suas flores em forma de pires que normalmente têm pétalas brancas com rosa no centro, esta espécie de magnólia cresce como um pequeno arbusto. É frequentemente chamada de árvore da tulipa e atinge cerca de 6 metros de altura. O pires magnólia cresce melhor nas zonas de resistência 4-9.

    Magnólia do Sul (Magnolia grandiflora)

    A mais icônica de todas as magnólias, essa beleza do sul é conhecida por suas flores grandes e de um branco puro. Suas flores são muito perfumadas e abrem todas as manhãs e fecham à noite por alguns dias.

    As flores geralmente vêm nos meses de primavera de abril a maio. A árvore crescerá até 50 pés de altura em condições favoráveis. A Magnólia do Sul tem folhas perenes que têm um brilho na parte superior e um tom liso na parte inferior.

    A magnólia do Sul cresce melhor em sombra parcial e nas zonas de cultivo 6-10.

    Magnólia Estrela (Magnolia stellata)

    Crescendo como uma pequena árvore ou arbusto imponente, esta flor perfumada tem o nome de suas flores em forma de estrela. É popular nas zonas 4-8 e floresce antes de muitas outras árvores e arbustos com flores. Geralmente tem pétalas brancas puras com um pequeno botão amarelo claro no centro.

    Jane Platt (Magnolia stellata)

    Este mega bloomer tem flores delicadas em forma de tulipa com pétalas rosa macias que são brancas no centro que normalmente surgem cerca de um mês antes da temporada de primavera. Ela cresce cerca de 3 metros e se dá bem nas zonas de resistência de 4 a 8.

    Magnolia Kobus

    Magnolia kobus é uma magnólia decídua de pequeno a médio porte ou um grande arbusto nativo de áreas florestais japonesas. Como uma árvore, é piramidal quando jovem, amadurecendo para uma forma arredondada, densa e extensa.

    É conhecida por seu final do inverno até o início da primavera, flores brancas em forma de cálice, perfumadas e freqüentemente tingidas de rosa.

    Magnolia Ann

    Com belas flores de dez centímetros de largura em tons marcantes de rosa médio ou roxo-avermelhado, esta é uma flor elegante que floresce muito cedo e chega a três metros de altura. Eles são um ótimo espécime de planta e são perfeitos para jardins de casas de campo e jardins urbanos.

    As folhas verdes médias tornam-se amarelo-douradas no outono e se dão melhor em pleno sol ou sombra parcial.

    Tulipa negra

    Como o nome sugere, esta magnólia se parece muito com uma tulipa e geralmente tem uma cor bordô profunda. Eles podem crescer até seis metros de altura e adorar solo úmido, mas bem drenado, e são ótimos como espécime de planta. A poda no meio do verão é altamente recomendada, e a flor fica bem em grandes recipientes ou vasos.

  • CULTIVO DA MAGNÓLIA

    Como cultivar e cuidar de magnólias

    Magnólias são lindos arbustos e árvores que dão um toque de glamour ao jardim. Suas cores de flores suntuosas, semelhantes a tulipas ou estrelas, variam do branco puro ao rosa, ao magenta profundo e até ao amarelo. Muitos também têm uma fragrância adorável.

    Como cultivar Magnólias

    Elas podem ser caducas ou perenes, e variam em tamanho de pequenos arbustos a árvores grandes. A maioria prefere solo neutro ou ácido. Se você não tiver o tipo certo de solo, as magnólias menores crescem bem em vasos. Muitos florescem na primavera, mas alguns florescem no verão.

    Árvores de magnólia e arbustos maiores são ideais para crescer como árvores autônomas, enquanto as variedades menores, como Magnolia stellata, ficam bem em uma borda ou cultivadas em um recipiente. Magnólias perenes, como Magnolia grandiflora, podem ser posicionadas contra uma parede.

    Uma árvore ou arbusto de magnólia é um investimento de longo prazo – seu crescimento é lento e pode levar de 10 a 20 anos para atingir seu tamanho final. Portanto, vale a pena escolher a variedade certa para o seu jardim. As flores, o tamanho final e as condições do seu jardim determinarão qual magnólia você cultivará. Se estiver feliz, irá prosperar e recompensá-lo com uma fantástica exibição de flores.

    De que modo cultivar magnólias?

    A maioria das magnólias prefere solo ácido a neutro. Se você não tem o solo certo em seu jardim, ou não tem espaço para uma árvore grande, as magnólias menores crescem muito bem em vasos.

    Magnólias precisam de um local abrigado, longe de ventos fortes. Evite bolsões de gelo, pois o gelo pode danificar as flores na primavera. Um local com muito sol garante uma boa exibição de flores. Faça uma poda leve entre meados do verão e início do outono. Certifique-se de que o solo não seca no verão.

    Onde plantar as magnólias?

    Magnólias crescem melhor em solos férteis, bem drenados e levemente ácidos em pleno sol. Escolha um local protegido que não esteja em uma bolsa de gelo baixa – a geada pode danificar as flores.

    Se você mora em uma região fria do país, escolha uma variedade que floresça mais tarde. Tenha em mente a eventual altura e extensão da árvore e certifique-se de deixar espaço para ela – algumas magnólias podem crescer muito.

    Se você está preocupado em cultivar uma magnólia perto de casa, opte por uma variedade menor. Se você tiver solo alcalino, cultive Magnolia grandiflora ou Magnolia delavayi.

    Como plantar magnólias

    Magnólias são plantadas melhor no outono ou no final da primavera. Eles têm raízes superficiais, então você não precisa cavar um buraco muito fundo. Cave um buraco generoso na mesma profundidade do vaso em que sua magnólia entra.

    Como Plantar Magnólias

     

    Evite danificar as raízes carnudas, pois isso pode inibir a floração. Adicione composto de jardim bem podre ou bolor em volta e verifique o nível da planta para que o ponto onde foi enxertada não fique abaixo do solo.

    Firme suavemente na planta com o calcanhar e regue bem. Cobertura morta com cobertura ácida, como casca de árvore ou composto de jardim. Mantenha a planta bem regada enquanto ela se estabelece.

    Como cuidar de magnólias

    Poda a magnólia depois de florir, para remover galhos quebrados, doentes ou cruzados. Magnólias não respondem bem à poda difícil e podem parar de florescer depois. Portanto, se você tiver que restringir o tamanho do seu arbusto ou árvore, ou renová-lo, faça isso durante alguns anos, podando apenas alguns galhos de cada vez para evitar estressá-los.

    Na primavera, cubra com estrume, casca de pinheiro compostada ou molde de folhas. Certifique-se de que a planta não seca no verão.

    Como propagar magnólias

    Arbustos de magnólia são propagados por camadas.

    Magnólias podem ser propagadas por estacas, mas podem precisar de calor e luz extra no inverno. Magnólias decíduas podem ser propagadas pela colheita de estacas de madeira macia no início do verão e variedades perenes por estacas semi-maduras no final do verão e outono.

    Magnólias em crescimento: resolução de problemas

    O problema mais comum durante o cultivo de magnólias é a falta de flores. Magnólias jovens podem levar vários anos para florescer, então seja paciente. Certifique-se de ter o solo certo – neutro a ácido, não alcalino – e o local certo.

    Crescimento das magnólias

    Magnólias precisam de muito sol e abrigo contra ventos fortes e geadas, que podem danificar as flores. A poda pesada no verão removerá os botões de flores em desenvolvimento e também estressará a árvore, impedindo-a de florescer. A falta de água também pode estressar a árvore.

    Folhagem enegrecida é devido a danos causados pela geada. As folhas novas devem rebrotar quando o tempo esquenta.

    Magnólias raramente sofrem de pragas, mas podem estar sujeitas a algumas doenças fúngicas.

    O fungo do mel pode se espalhar no subsolo e atacar e matar as raízes da magnólia, eventualmente matando a planta. Os sintomas a serem observados incluem folhagem pálida e murcha, ausência de flores, sangramento e rachaduras na casca.

    O apodrecimento da raiz de Phytophthora pode causar sintomas semelhantes aos do fungo do mel, incluindo folhagem esparsa e mortandade. Pode ser um problema em solos pesados ou alagados.

    O fungo de suporte também causa morte, bem como desbaste da copa da árvore. Você também verá grandes fungos nos galhos das árvores. Quando eles aparecerem, terá havido uma grande deterioração no coração do galho, que pode cair.

    Em todos os três casos, há pouco que você possa fazer. Pode ser necessário desenterrar a planta e o solo ao redor e substituí-la por um arbusto ou árvore diferente que seja menos propenso a problemas de fungos.

    Conselhos ao comprar magnólia

    Aqui está nosso guia para comprar uma magnólia para o seu jardim, incluindo como escolher e onde comprar:

    • As magnólias estão disponíveis em centros de jardinagem e viveiros, bem como em viveiros especializados. Lembre-se de que você obterá uma seleção melhor em uma creche especializada
    • Verifique se você tem as condições certas para cultivar uma magnólia. A maioria precisa de solo ligeiramente ácido para prosperar. Uma boa regra é verificar se magnólias estão crescendo nos jardins da sua área
    • Lembre-se de que sua planta pode levar vários anos para florescer. Muitos são vendidos em um porta-enxerto enxertado e devem florescer após três a cinco anos
  • CHÁ DE MAGNÓLIA

    Chá de magnólia, como preparar e receitas deliciosas

    Os benefícios do chá de magnólia

    Benefícios do chá de magnólia

    • Aumenta a atividade GABA

    O ácido gama-aminobutírico – mais comumente conhecido como GABA – desempenha um papel nos transtornos de ansiedade.

    Ajuda a contrabalançar o neurotransmissor excitatório, o glutamato. Excesso de atividade de glutamato se correlaciona com maior ansiedade.

    Acredita-se que os benzodiazepínicos, como Valium e Xanax, produzam a maior parte – senão todos – seus efeitos ao aumentar a atividade do GABA no cérebro.

    Ambien não é um benzo, é considerado um medicamento sedativo / hipnótico. No entanto, ainda funciona pelo mesmo caminho.

    • Ativa os receptores canabinoides

    Você reconhece a palavra canabinóide porque é derivada da Cannabis sativa (planta canibas). É aí que esses receptores originalmente receberam seu nome científico!

    Os receptores canabinóides estão localizados em todo o corpo e estão envolvidos na sensação de dor, humor, memória, apetite e muito mais.

    A pesquisa sugere que o magnolol na casca da magnólia ativa esses sensores. O efeito em fazer isso pode reduzir a dor e melhorar o humor, o que pode facilitar o adormecimento.

    • Reduz a adrenalina

    A adrenalina é um hormônio cujos níveis estão fortemente correlacionados com o estresse.

    Esta é uma das vantagens menos estudadas da Magnolia officinalis. Há algumas pesquisas que sugerem que seu extrato pode reduzir os níveis de adrenalina

    Há muito tempo a magnólia recebe de um ramo da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) o nome de houpu. A parte “hou” significa grosso, enquanto o “pu” significa parte [da planta].

    Nessa cultura, é elogiada por ajudar na ansiedade, depressão, asma, dores de cabeça e outras doenças. Eles consomem o extrato da casca por meio de uma tintura ou bebendo um chá feito com ela.

    Casca de magnólia para chás

    Embora seja nativa da região de Sichuan, na China, as magnólias são encontradas em todo o leste e sudeste da Ásia. É por isso que também é popular na fitoterapia japonesa, sob o nome de kōboku. Os coreanos também o usam.

    Apesar de ter uma rica história em toda a Ásia que remonta a muitos séculos, esta espécie – Magnolia officinalis – tem pesquisas científicas limitadas sobre ela. No entanto, isso está começando a mudar.

    Embora não existam ensaios clínicos em humanos até o momento, estudos in vitro (laboratório) e em animais sugerem um potencial real para benefícios da casca de magnólia. Esse é o nome em inglês pelo qual é mais conhecido.

    Embora existam cerca de 250 compostos na casca, nas flores e nas folhas, são o magnolol e o honokiol que chamam mais atenção.

    Este lignano, que é encontrado em sua casca e cones de sementes, tem mais de 200 peças de literatura médica revisada por pares no banco de dados PubMed.

    Nos últimos anos, muito tem sido feito em pesquisas de câncer relacionadas ao honokiol. No entanto, nosso foco aqui é honokiol e magnolol para insônia e estresse, o que pode ajudar naturalmente.

    Receita de chá de magnólia

    Preparar o chá de magnólia é muito fácil. O maior desafio é encontrar a casca à venda.

    Não há restrições quanto à sua venda e uso no Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido ou em qualquer outro lugar, até onde sabemos. No entanto, por ser um ingrediente de nicho usado principalmente na fitoterapia oriental, é difícil de encontrar no Ocidente. A menos que haja uma loja de Medicina Tradicional Chinesa em sua cidade, boa sorte para encontrá-la em um tijolo e argamassa local.

    Você pode comprar a casca em lojas de produtos naturais, bem como suplementos feitos com ela.

    Depois de ter a casca, veja como fazer o chá com ela, de acordo com a maneira tradicional como os chineses o fazem.

    Faça como a Ana Maria Braga e prepare este delicioso chá de magnólia.

    A casca está no seu melhor, tradicionalmente falando, durante os meses de abril a junho. Após a colheita, os ramos e raízes são secos à sombra (não ao sol).

    Receita Chá de Magnólia

    Para preparar o chá:

    Porção

    A quantidade de casca de magnólia que você deve usar por porção não é uma resposta direta. Sua forma e tamanho não são consistentes. Alguns lugares vendem os galhos cortados em pedaços de 4 a 6 polegadas de comprimento. Outros oferecem a casca descascada, que tem cerca de meia polegada de largura.

    Para estar seguro, é melhor começar com uma pequena porção; 2-4 galhos (4 ″ de comprimento) ou um quarto de xícara de casca descascada fracamente embalada. Combine isso com 8 xícaras de água. No final, o líquido deve ser de cerca de 2 xícaras restantes. Isso equivale a 2 porções.

    Etapa 1: enxágue a casca em água fria

    Para remover qualquer contaminante da superfície. Não use água quente, pois isso pode lixiviar alguns dos alcalóides e outros ingredientes ativos.

    Etapa 2: mergulhe a casca enxaguada por 30 minutos

    Embora você possa fazer isso em uma tigela separada, o ideal é fazê-lo na panela que será usada para ferver o chá. Dessa forma, qualquer ingrediente ativo que se infiltre na água fria será capturado.

    Etapa 3: leve a água para ferver e cozinhe

    Depois que a água atingir o ponto de ebulição, reduza o fogo para que seja apenas o suficiente para ferver. Cubra e continue cozinhando por pelo menos 30 minutos, até 2 horas.

    Etapa 4: Drene o líquido

    Por fim, escorra o líquido por uma peneira, deixando para trás os pedaços de casca ou galho. Você não come isso.

    Você pode beber chá de casca de magnólia quente ou frio. Tem um gosto amargo, pungente e um tanto adstringente, como se pode esperar de uma casca. No entanto, não tem um gosto ruim.

    Se você realmente não gosta, você pode ferver o chá de houpu até obter uma decocção mais concentrada. Em seguida, beba como se fosse uma dose de uísque.

    Para dormir, beba um copo 30-60 minutos antes de dormir.

    Se você não quiser se preocupar com esta receita, você sempre pode obter o pó finamente moído e simplesmente combiná-lo com água quente.