CHÁ DE MAGNÓLIA,  EFEITOS COLATERAIS

Efeitos colaterais do consumo da magnólia

Efeitos colaterais do consumo da magnólia

Magnolia nada mais é do que uma planta. As pessoas se valem de algumas partes da magnólia, como a casca, por exemplo, para o preparo de medicamentos. Além disso, o consumo da magnólia pode igualmente acontecer através de chás e coisas do gênero.

Há que utilize a magnólia para doenças como emagrecimento, estresse, gengivite, placa bacteriana e outras doenças, mas não há boas evidências científicas para apoiar a maioria desses usos. Além disso, há riscos e efeitos colaterais associados ao uso da magnólia, conforme será observado adiante.

Possíveis riscos e efeitos colaterais do consumo da magnólia

Consumir botões de magnólia via oral não é seguro durante a gravidez. Há informações de que ela pode provocar contrações uterinas e isso potencialmente provocar um parto prematuro. Abstenha-se de utilizar magnólia enquanto estiver grávida.

É considerado insuficiente o bem-estar de consumir essa planta no decorrer da amamentação. Continue tendo muita cautela e evite o uso.

Além disso, a magnolia pode prejudicar o sistema sensorial focal. Há o receio de que isso possa ser demasiadamente maléfica para o sistema sensorial, quando associado à sedação e diferentes medicamentos utilizados durante e depois do procedimento médico.

A magnólia talvez provoque uma coagulação sanguínea e assim trazer problemas durante e depois do procedimento médico. Pare de usar a magnólia cerca de quatorze dias antes de agendar um procedimento médico.

Além disso, use o alerta no caso de tomar medicamentos para ajudá-lo a descansar ou diminuir o seu mal-estar. A casca dessa planta pode igualmente ser prejudicial e tem sido associada a doenças renais e decepção renal perpétua.

Consumir a casca de magnólia em consonância com remédios que promovem o repouso ou tratam o nervosismo, como narcóticos, remédios para repouso e barbitúricos, pode causar cansaço. Isso pode tornar arriscado dirigir um veículo ou utilizar equipamentos grandes.

Não é sugerido tomar casca de magnólia junto de anticoagulantes, incluindo remédios para dor de cabeça. Isso pode aumentar o perigo de morte.

Usos da magnólia

A magnólia é potencialmente útil para sanar os seguintes problemas:

  • Irritação gengival (doença gengival). Morder chiclete ou usar uma pasta de dente contendo magnólia separada parece diminuir o crescimento e a drenagem das gengivas.

Não existe evidências o bastante, mas a magnólia pode talvez ser útil nos seguintes casos:

·         Nervosismo

Pesquisas mostram que tomar um determinado item contendo concentrados de magnólia além de felodendro diminui algumas sensações ruins de mal-estar provocadas pelo estresse, como tensão ou ansiedade.

No entanto, tomar este item não parece funcionar nas sensações de longa data de nervosismo devido ao estresse.

·         Placa dentária

Utilizar uma pasta de dente contendo concentrado de magnólia e xilitol pode diminuir a gravidade da placa dentária apenas um pouco.

·         Manifestações da menopausa

Tomar um determinado item contendo magnólia, soja e outros itens regulares diminui as chamas de calor e desenvolve ainda mais a qualidade do repouso, em comparação com tomar apenas soja.

·         Estresse

A exploração inicial mostra que tomar um determinado item contendo concentrados de magnólia além de felodendro desenvolve ainda mais a mentalidade e diminui a pressão em indivíduos com pressão mental.

·         Redução de peso

Até o presente momento, não existe comprovação o bastante de que a magnólia ajude na diminuição de peso. Há algumas pesquisas mostrando que mulheres acima do peso que consomem um certo item contendo uma mistura de concentrados de magnólia e felodendro não aumentam seu peso corporal na mesma proporção que outras mulheres.

Eles parecem comer menos calorias, talvez com o fundamento de que a magnólia diminui sua alimentação relacionada à pressão. Todavia, não existe qualquer prova sólida de que consumir este item realmente causa redução de peso.

Saiba mais sobre hábitos que melhoram sua saúde mental neste link:

Hábitos que melhoram sua saúde mental

Ademais, a magnólia pode ser útil para tratar:

  • Gripes e resfriados
  • Depressão
  • Problemas digestivos
  • Manchas escuras faciais.
  • Dor de cabeça.
  • Níveis elevados de colesterol no sangue.
  • Congestão nasal.
  • Nariz a pingar.
  • Dores de dente.
  • Outras condições.

A casca de magnólia é praticamente uma cura para tudo e, além de todas essas propriedades e atributos de cura, existem estudos contínuos que mostram que é mais benéfica do que se pensava.

Aparentemente, a casca de magnólia pode até ser usada para tratar a demência e a perda de memória associada à doença de Alzheimer. Como a maioria sabe, o Alzheimer é uma doença terminal incurável, e essas descobertas são extremamente importantes para a comunidade médica.

Então você pode estar se perguntando por que a magnólia não é mais popular como cura. Bem, o principal é que ainda é considerado um “medicamento tradicional” e, infelizmente, isso significa que não é popular.

A medicina convencional, no entanto, está definitivamente ficando em segundo plano em relação aos medicamentos tradicionais e fitoterápicos, à medida que os cuidados com a saúde se tornam mais caros.

As curas naturais estão voltando à moda porque a medicina tradicional é muito cara e a casca de magnólia está se tornando mais popular a cada dia, à medida que cada nova pessoa experimenta sua capacidade de cura.

Interações da magnólia com outras substâncias

É de suma relevância que se observe as substâncias que se consome antes de começar a usar algo relacionado a magnólia. Afinal, os elementos presentes em uma dada substância, ao interagirem com os ativos presentes na magnólia.

Entenda abaixo o que acontece quando determinadas substâncias interagem com os ativos presentes na magnólia.

·         O álcool interage com a magnólia

Consumir enormes quantias de casca de magnólia juntamente com álcool pode provocar um excesso de sonolência.

·         Medicamentos sedativos (barbitúricos) interagem com a magnólia

Medicamentos que dão sono recebem o nome de sedativos. Tomar a casca de magnólia junto nessa categoria pode causar muita sonolência, em excesso.

Alguns dos remédios desse tipo são o amobarbital (Amytal), butabarbital (Butisol), mefobarbital (Mebaral), pentobarbital (Nembutal), fenobarbital (Luminal), secobarbital (Seconal) e assim por diante.

·         Benzodiazepínicos tem interação com a magnólia

Há outro tipo de remédios sedativos chamados de benzodiazepínicos. Consumir a casca de magnólia e também sedativos do tipo benzodiazepínicos pode igualmente provocar um excesso de sonolência. Jamais use casca de magnólia caso esteja tomando remédios sedativos.

Exemplos de remédios benzodiazepínicos são o clonazepam (Klonopin), diazepam (Valium), lorazepam (Ativan) e por aí vai.

·         Medicamentos depressores do Sistema Nervoso Central interagem com a magnólia

Certos remédios da modalidade de sedativos abrangem o clonazepam (Klonopin), lorazepam (Ativan), fenobarbital (Donnatal), zolpidem (Ambien) e outras drogas depressoras do sistema nervoso central (SNC) interagem com substâncias presentes na magnólia e podem provocar sonolência, torpor e moleza.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *